......... O Primeiro e Maior Romance BDSM Brasileiro .........

Submissão Concedida – 2ª Edição

Revista, atualizada e com novas práticas

......................... CLIQUE AQUI e adquira o seu .........................

_______________________________________________________________________________________________________________

 

ABSURDO

 

          Certa vez, em meio a um debate sobre "switchers" em uma lista de discussão, li uma frase de uma escrava submissa que dizia mais ou menos assim:

 

          "Se meu Mestre for, ou experimentar ser, também sub, vou perder totalmente o respeito por ele."

 

          ... !!!!!!!!!...

 

         Porque ? – Pergunto. Será que por acaso ser sub não merece respeito ?... QUE ABSURDO !!!... E isso dito logo por uma sub ???

 

         Isso me fez lembrar aquele Mestre que perguntado se "experimentaria ser sub" responde: "Deus me livre, nem morto !"...

 

          Sinceramente ? Na minha opinião, este Mestre não merece a sub que tem (caso tenha) e sim uma impiedosa Safe Word dela. Pois sua frase poderia ser traduzida em "Não me REBAIXARIA a ser sub" e um Mestre que diz/imagina tal coisa, demonstra não ter qualquer respeito ou admiração pela submissão, logo, também não por sua própria sub. Ele comprova ser um Mestre que acredita no absurdo de que os Mestres são superiores e as escravas são inferiores. Ora, como alguém pode aceitar ser sub de alguém que pensando desta forma "despreza", "desrespeita" e "inferioriza" as subs ? Ou será que fizeram esta sub acreditar mesmo que os Mestres são "superiores" e elas são "inferiores" ? Definitivamente, um Mestre desses não merece o privilégio de ter sob seu comando e servindo-o com dedicação uma sub nem de mentirinha, quanto mais de verdade.

 

          Ora, é comum a escrava ouvir humilhações e palavras de inferiorização durante a sessão para dar “aquele clima" e aumentar a excitação. Faz parte do BDSM. Porém, acreditar e assumir tal inferiorização é um problema patológico.

 

          Escravas são submissas, obedientes e dedicadas. Inferiores ?   N-U-N-C-A !!! 

 

          Ao contrário. Sua personalidade "forte e superior" é que as permite assumir com orgulho e firmeza a sua entrega e submissão.

 

        Se um Mestre precisa fazer sua escrava acreditar que é um "ser inferior" para só assim poder se sentir poderoso e "superior", é porque - sem dúvida – ele não é um Mestre porcaria nenhuma. Um Mestre de verdade domina escravas com amor próprio e com profundo e merecido orgulho e personalidade em serem escravas. (Depois dessa a Associaçào dos Mestres Caricatos me processa. *rs)

 

         Em suma, ser escrava é algo que merece respeito e admiração, tanto ou mais que ser dominador. Logo, não é vergonha nem muito menos "rebaixa" ninguém ser ou experimentar ser escrava. Um Mestre que pensa assim não merece nem está dando o devido e merecido valor àquela que lhe entregou sua submissão e dedicação. Uma escrava que pensa assim, deveria reavaliar sua própria importância dentro do BDSM.

 

                    É a minha opinião

  

Jot@SM